Um molho saboroso e robusto, baseado na berinjela, no tomate, nas azeitonas pretas e no queijo Minas artesanal do Serro, temperados com cebola, alho e ervas. Ideal para massas, entradas e saladas, traz para sua mesa sabores e perfumes da Itália do Sul.

  • Glúten Free
  • Vegetariano

O NOME: A região de Napoli é um cofre de tesouros arqueológicos da época romana: Lugares como Pompei, Ercolano e Oplontis, situados aos pés do vulcão Vesúvio, marcam a memória dos visitantes com imagens inesquecíveis de uma civilização sofisticada e culta, tão distante no tempo, mas tão próxima de nós pelo amor ao bom viver e à beleza.

A cidadezinha de Bacoli encontra-se na baía de Napoli, perto de Capo Miseno, uma grande ponta rochosa que tem seu nome de um dos companheiros do mítico Eneias, herói troiano que o poeta romano Virgílio, no seu poema Eneida, colocou como antepassado do imperador romano Ottaviano Augusto.

Bacoli foi o porto da frota imperial romana e chegou a ser eleita como lugar de veraneio pela elite cultural e social da época.

Graças ao solo vulcânico, a região é propícia para a cultura das hortaliças e a berinjela é uma glória local, celebrada anualmente na característica feira.

A ESTRELA: A berinjela é um legume da mesma família do pimentão, rico em água e substâncias antioxidantes, com baixo conteúdo calórico. Os antioxidantes favorecem a prevenção de várias doenças, reduzem a produção de colesterol ruim e melhoram a circulação, as baixas calorias ajudam o emagrecimento. Rica em ácido fólico, a berinjela é eficaz em prevenir a anemia.

SUGESTÕES GASTRONÔMICAS: O nosso molho Bacoli tem a berinjela como ingrediente principal, junto com o molho de tomate, a cebola, a azeitona preta e o queijo Minas artesanal do Serro, que derrete deliciosamente no calor do próprio molho. É um molho robusto, próprio seja para um prato de massa, seja para servir de entrada, posto numa fatia de pão, seja para temperar uma salada de alface, acrescentando apenas um pouco de azeite extra virgem de oliva. É delicioso também em uma lasanha vegetariana, ou para rechear panquecas e tapiocas.

Os pratos de berinjela aceitam seja um vinho tinto jovem e ligeiramente tânico, seja um branco com bom corpo e acidez. Entre os italianos, sugerimos o tinto Dolcetto di Dogliani (Piemonte), com acidez equilibrada e nariz frutado, ou o branco Greco di Tufo (Campania), com um bom traço de acidez e um aroma frutado característico.

Entre os chilenos e os argentinos indicamos um branco Sauvignon Blanc, ou um tinto Pinot Noir.